Thelma e Louise ou ode a amizade

abril 18, 2018

Não sei como e há quanto tempo elas se conhecem.
Mas sei que elas são tipo irmãs, no sentido mais puro da palavra.
Quando a Thelma tomou um porre assim de bobeira no sítio, foi a Louise que primeiro segurou as pontas para ela não dar showzinho e depois a cabeça quando o vômito veio.
Elas sempre têm um cuidado e atenção especial para comprar o presente de aniversário da outra.
Também começaram a fazer aulas de dança de salão juntas, no começo se divertiram, mas depois se cansaram de ficar disputando o único homem da sala com toda aquela mulherada na hora de praticar e acabaram desistindo.
Quando a Thelma foi mandada embora do trabalho e recebeu uma grana a Louise deu a maior força para ela reformar o apê e finalmente ir morar sozinha, ter o seu cantinho. Foram vários finais de semana as duas perambulando pelas lojas de construção pesquisando pisos, azulejos e tintas para tudo ficar em ordem.
Isso sem contar as viagens, festas de final de ano, idas ao Brás, Bom Retiro para comprarem roupas. 
Se pinta um exame médico que precisa de acompanhante, opa! uma acompanha a outra. Mesmo que seja sábado de manhã e depois de uma semana puxada de trabalho. 
Quando a Thelma vai visitar a família na Bahia é a Louise quem cuida dos cachorrinhos.
E agora (que ironia!) que finalmente a Louise tinha tido coragem de dar o pé na bunda do namorado ogro (no pior sentido da palavra) se descobriu grávida.
Susto, muito choro, discussões, silêncios.
Claro, o ex-namorado ogro disse, em tom de xingamento pesado, que as duas eram "sapatonas" (coisa mais antiga esse termo hein meu amigo?) e fez escândalos para macho nenhum botar defeito. Mas que na verdade foi ridículo. Para ele.
A Louise agora está curtindo a gravidez. Depois de tanto tempo ser mãe de novo tá sendo uma novidade e tanto:
- Tudo mudou, agora tudo é diferente. Exames, cuidados, tudo. Diz ela.Na sala do ultrassom, quando ouviu pela primeira vez as batidas do coração do bebê, era a Telma que estava do lado, feliz e com aquele olhar de "calma, vai dar tudo certo".
E como geralmente ocorre com toda a mudança, assusta no começo mas depois a curiosidade, as descobertas e a novidade vão tomando conta. 
E a vida segue. E o baile também.

P.S: os nomes foram surrupiados do filme mas a história é real.
P.S2: deu vontade de assistir esse filme de novo.
P.S3: tinha que ser a foto clássica.



0 comentários