O taxista carioca

outubro 19, 2017

Contei para alguns amigos a história que ouvi do taxista carioca:

"Recebi a chamada pelo aplicativo, a segunda do dia. Apesar de saber que a região era um tanto perigosa arrisquei.
A passageira era uma moça que estava indo visitar uma prima.
- Mas lá é meio perigoso não é?...
- É. Mas quando a gente chegar eu aviso o senhor para piscar o farol do carro e eles vão deixar passar
E assim foi. 
- Olha, agora o senhor diminui a velocidade, abaixa os vidros e pisca o farol três vezes para aqueles moços ali verem.
Os moços (armados!) se aproximaram do carro:
- Olá, vou levar essa moça aqui ali na frente, rua tal.
- Ok, pode passar.
A moça pagou a corrida e o taxista ficou com R$20,00 no bolso.
Na volta os mesmos rapazes se aproximaram pedindo para ele parar:
- Amigo, precisa pagar o pedágio.
- E quanto é?
- R$5,00.
O taxista logo pensou, acabei de perder R$20,00.
Entregou a nota e ouviu:
- Valeu, ô Carlão dá o troco aí pra ele."
Meu amigo disse: 

- É, os caras são o que são mas são justos.

0 comentários